Trabalhar fora do Brasil é um sonho para muita gente. Fugir do desemprego, da corrupção que afunda o país, da crise econômica e política, dos salários medíocres… parece até bom demais para ser verdade.

Você é uma dessas pessoas que sonha em recomeçar a vida em outro país? Se a resposta for positiva, o post de hoje foi feito pensando em você.

trabalhar fora do brasil

Nem sempre a escolha de trabalhar fora tem a ver apenas com dinheiro. É claro que trata-se de uma ótima oportunidade para ganhar mais, aperfeiçoar suas habilidades, guardar dinheiro para o futuro, enfim.

Porém, a experiência adquirida ultrapassa qualquer valor recebido. Trabalhar fora do Brasil é como ser pago para viajar.

Você começa a viver com nativos, mergulhar na cultura local e aguçar suas habilidades linguísticas. Sem contar a facilidade de viajar estando no exterior e a proximidade de outros países ainda desconhecidos.

Alguns felizardos são enviados no exterior por seus empregadores, mas esses casos são raros. Normalmente, as pessoas usam meios criativos para encontrar postos de trabalho no país de sua escolha. E se esse é o seu objetivo, nós vamos te ajudar!

Trabalhar fora do Brasil vale a pena?

Mudanças nunca são fáceis, não é mesmo? Ainda mais em grande escala, como mudar de um país para outro. O processo requer um planejamento prévio e detalhado para evitar frustrações e dores de cabeça futuras.

trabalhar fora do brasilSerá necessário enfrentar barreiras culturais, diferenças culturais, empregos inicialmente não tão satisfatórios quanto você gostaria e, é claro, a distância da família.

É preciso ter claro na cabeça que esse é um processo difícil. E que pode dar certo, assim como também pode não dar. Tudo depende de como você planejará, quais são suas limitações e quais são suas ambições. Essas coisas precisam estar definidas.

Independentemente se você vai passar um ano trabalhando fora, se sua experiência vai ser mais curta ou mais  o país e a cidade que você vai escolher para morar são extremamente importantes.

Devem ser escolhidos de acordo com suas preferências, seus hábitos, seus sonhos e, claro, seus limites. Para começar a pensar se vale a pena trabalhar fora do brasil, reflita sobre essas questões:

  • Você consegue ficar distante da sua família e amigos? Você iria sozinho, ou levaria sua parceira (e filhos, caso tenha)?
  • Você seria capaz de se virar em situações extremas, como falta de dinheiro, comida e diversão limitadas, solidão, algum tipo de doença ou enfermidade longe do seu país de origem?
  • Você se considera uma pessoa adaptável a diversas situações e condições?
  • Qual o clima você se adapta melhor e qual você não consegue suportar?
  • Qual o padrão de vida que você deseja ter?
  • Você está viajando para adquirir experiência e depois seguir carreira no Brasil? Na sua profissão, esse tipo de atributo realmente te coloca em uma posição de destaque?
  • Por quanto tempo você deseja trabalhar fora do Brasil? Qual o seu objetivo?

Essas são algumas perguntas básicas cujas respostas devem estar claras para você.

Sonhando em trabalhar fora em 2017? Siga nossas dicas!

#7 – Seja flexível e adaptável

Adaptação é a palavra mais usada para quem muda para outro país, seja para trabalhar, estudar ou passear. Se você não se adaptar, não conseguirá cumprir suas tarefas e não terá um cotidiano saudável.

trabalhar fora do brasilAlém disso, flexibilidade é outro ponto de grande importância para quem quer alcançar o topo da carreira em uma empresa estrangeira.

Os empregos que serão ofertados nem sempre condizem com o que você espera, por isso ter flexibilidade e paciência é a chave para o sucesso.

#6 – Aprenda os costumes do país

Você decidiu trabalhar fora do Brasil. Depois que você definiu qual país é o mais interessante para você, o ideal é fazer uma pesquisa intensa e minuciosa sobre o lugar.

Compre livros, de preferência. Não fique só no Google. Guias de viagem, livros sobre a história do local, culinária, idioma.

Essas pesquisas vão te ajudar até mesmo a descobrir se o país escolhido é, de fato, o mais indicado para a sua área de atuação.

Além disso, fará com que você conheça mais sobre os costumes do país, evitando um choque cultural desnecessariamente forte, que te deixe negativamente surpreso.

#5 – Procure por estágios virtuais

Os estágios virtuais são a possibilidade de mostrar o seu serviço para as empresas e, ainda, manter o contato com elas.

Fazendo um bom trabalho, sendo responsável e profissional, suas chances para uma contratação aumentam.

Não deixe que essa oportunidade escape, mesmo se não tiver um retorno financeiro inicial.

#4 – Tenha um currículo online

trabalhar fora do brasil

Quando você está em busca de um trabalho, basta entregar seu currículo nas empresas e torcer por uma vaga. Mas, e quem quer trabalhar fora do Brasil? Tem que fazer a mesma coisa, mas de forma virtual. Seu futuro empregador só vai saber de suas qualificações se você tiver um currículo online.

Existem redes sociais apenas para profissionais, como o Linkedin. Se você ainda não tem, vale a pena fazer um perfil nesses sites e pesquisar por outros que sejam ainda mais “globais”.

#3 – Conheça as empresas que contratam profissionais como você

Conhecendo profissionais de sua área, você, com certeza, conhecerá mais empresas que contratam profissionais como você, necessitam de seus serviços e disponibilizam vagas.

Conhecer um pouco de cada uma delas é essencial para uma boa entrevista de emprego.

Faça uma lista de empresas que você tem interesse em trabalhar. Se você ainda não sabe por onde começar, pesquise.

Pesquise também quais são as condições e oportunidades para estrangeiros e como são feitos os processos seletivos.

#2 – Use as redes sociais a seu favor

As redes sociais fazem parte de nossas rotinas, mas, nem sempre são usadas a nosso favor. Nessa busca por trabalhar fora do Brasil, use as redes sociais para te auxiliar nesse processo.

Faça contatos com pessoas do país que pretende imigrar, peça auxílio, indicações e informações e monte um networking eficiente!

#1 – Aprenda a língua-mãe do país

trabalhar fora do brasil

Aprender a língua-mãe do país é a única maneira que você terá para se comunicar antes, durante e depois que sua busca por um emprego ideal terminar e o trabalho começar, efetivamente.

Essa é a principal providência que deve ser feita para quem quer trabalhar no exterior, e que deve ser levada em conta também na hora de escolher o país destino.

Se você optar pelo Japão ou China, por exemplo, tenha em mente que as línguas desses países são muito diferentes do português e isso vai exigir mais de você.

O ideal é optar por países que falam línguas que você já tenha, pelo menos, uma noção. Tornará o processo mais fácil.

E você? Ficou animado para trabalhar fora do Brasil com as nossas dicas? Então, não deixe de compartilhar o artigo nas redes sociais!

trabalhar fora do brasil

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

  Subscribe  
Notify of