Bora começar a semana já mandando um papo quente, que é o que a gente gosta? O que você pensa sobre o swing, macho? Casas de swing, troca de casais, sexo envolvendo mais de três pessoas, orgias… se você sempre quis saber mais sobre esse assunto, está no lugar certo!

Você ainda é novo no assunto e não sabe nem como começar? Comece por um ménage à trois, só clicar aqui e conferir nosso artigo sobre o assunto. Damos dicas para descobrir se o seu relacionamento está preparado para esse tipo de experiência, além de um passo-a-passo para ser um evento inesquecível – sem imprevistos desagradáveis.

swing

No ménage, o sexo rola a três, na maioria das vezes um casal e uma terceira parte. Esse é o primeiro passo a ser dado quando se deseja experimentar pessoas novas na cama: comece por ele. Se o resultado for satisfatório, você pode dar o próximo passo.

Mais a frente, vem o swing, que pode ser definido, basicamente, como uma prática sexual em que um casal, ou dois parceiros, decidem que estão com vontade de incluir mais pessoas na sua relação – na maioria das vezes, outro casal. E aí a brincadeira vai ficando cada vez mais interessante.

Quer saber mais? Bora com a gente!

Descobrindo mais sobre o swing

É natural que, com o passar dos anos, o sexo acabe dando uma esfriada e caindo na rotina. Principalmente em relacionamentos de muitos anos. Você tem duas escolhas: aceitar a situação e seguir com o sexo morno, ou tentar experimentar coisas novas, novas práticas e novas brincadeiras. E claro que a segunda opção é muito mais excitante.

A maioria dos casais não aceitam esse tipo prática por preconceito, falta de conhecimento e por estereótipos. O que é um verdadeiro desperdício, uma vez que podem estar perdendo ótimas oportunidades de tirar a vida sexual da rotina e deixar o clima muito mais quente, por pura besteira.

swing

É claro que o swing não funciona para todo tipo de casal. Existem várias particularidades que você pode ou não se adaptar, mas, o interessante é passar por esse tipo de experiência pelo menos uma vez na vida. Daí, sim, sabemos se essa é a nossa praia ou não.

Para algumas pessoas, é muito difícil distinguir o sexo do amor, separar a relação de afeto com prazer físico. Quando ambos acontecem juntas, simultaneamente, é incrível, sim. Mas eles podem também existir de maneira independente. E não necessariamente significa que um vai anular o outro.

Todo casal pode fazer swing?

Mas é claro! Nós temos apenas algumas ressalvas. Às vezes, os casais tentam o swing para driblar a infidelidade e a vontade de transar com outras pessoas. Às vezes, o casal está passando por uma crise e acredita que o swing pode melhorar as coisas. Nesses casos, o melhor é procurar outras soluções, que não o swing.

Esse é o tipo de prática que só deve acontecer quando o casal está em perfeita harmonia, com as expectativas bem alinhadas e buscando apenas descobrir coisas novas e excitantes juntos. No programa Amores Livres, do canal GNT, cinco casais contaram suas experiências em casas de swing e um fato foi unânime entre eles: é preciso haver confiança de sobra para encarar. 

swing

Nos casos mencionados anteriormente, as chances de dar errado são grandes. Afinal, se você está interessado em se envolver com outras pessoas, por exemplo, você vai para o swing com outras intenções, além de apenas se divertir. E isso pode acabar dando problemas.

É necessário que o casal esteja de acordo com as circunstâncias e com as regras do swing. E saiba que nem todos os participantes precisam se envolver. Um pode ficar apenas observando enquanto há o desenlace da relação, sem entrar na brincadeira. Ou, ainda, atuar de forma menos efetiva.

Vale o que for combinado e, mesmo o ambiente sendo mais liberal e descontraído, as regras são claras e ninguém é obrigado a fazer nada que não queira.

O swing pode, sim, tornar o relacionamento mais feliz e elevar consideravelmente a qualidade do sexo, por envolver altos níveis de intimidade e de descontração. Porém, é importante não fazê-lo com esse objetivo. Melhor experimentar em um momento em que as coisas estejam bem – caso não dê certo, será mais fácil de lidar com os estragos.

8 dicas para mandar bem na prática do swing

#8 – Entre no clima

Deixe a ansiedade, as inibições e os pudores em casa. Pessoas que praticam swing costumam ter a cabeça aberta, não tem pudor de assumir que gostam de sexo e que estão buscando alternativas para sentir mais prazer. Tenha em mente que você vai vivenciar momentos de pura luxúria, atmosfera quente, clima de liberdade. Se tiver vontade de fazer, faça. E incentive sua parceira a fazer também, se soltar, sensualizar, se jogar. Não tenha medo.

#7 –  Educação

No swing, a coisa flui mais naturalmente do que imaginamos. Se você quer algo, peça ou faça. Se não quer, recuse. Simples assim. Sendo educado, o importante é se divertir. Como o objetivo de todos ali é claro e definido, é comum chegarem pegando em quem se despe e se estimula da frente dos outros. Aliás, não só é comum, como é o esperado. Algumas mãos podem ser indesejadas e, se for o caso, basta afastar as que não te agradam. Você não precisa se embrenhar com todos que se aproximarem. Só não cabe grosseria.

#6 – Consentimento

 Não insista quando receber um não. Não comece a se masturbar ao lado de um casal se pegando, a menos que eles demonstrem interesse. Seja cordial, mesmo que o ambiente seja de putaria.

swing

#5 – Camisinha, camisinha, camisinha

Sexo seguro sempre: nunca abra mão da camisinha. A maioria das casas de swing oferecem preservativos, mas lembre-se também de levar os seus.

#4 – Casais de todos os tipos

 Swing não é só para quem tem relacionamento aberto. Isso é generalização. Você pode muito bem ir em uma casa de swing com sua parceira, fixa, em um relacionamento monogâmico. Basta vocês quererem e estarem confortáveis com essa situação. A questão da troca de casais não é relacionada com o tipo de relacionamento e, sim, com a vontade de experimentar e se libertar sexualmente.

#3 – Solteiro não

Se você está procurando conhecer pessoas solteiras, o swing talvez não seja o melhor lugar. A prática é a troca de casais, então, a ideia é essa combinação de duplas. É muito difícil encontrar pessoas avulsas – além de ser muito mais caro para um homem solteiro do que para pessoas acompanhadas entrarem. Se você está solteiro, veja se uma amiga topa essa empreitada com você.

#2 – Sigilo

Sigilo é uma das regras do swing. Tudo o que acontece no swing, morre no swing. Câmeras são totalmente proibidas, assim como gravadores e qualquer outro dispositivo de captação de áudio ou imagens. O melhor mesmo é o celular desligado.

#1 – Desencana

 Casa de swing não é local para discutir a relação, então se algo incomodou, espere para falar depois que saírem de lá, com exceção de situações graves e/ou urgentes. Tente controlar o ciúmes, caso ele apareça.

E você? Já foi em alguma casa de swing ou já vivenciou uma experiência de troca de casais? Conta pra gente, macho, nós queremos ouvir sua opinião!

E se você curtiu o conteúdo, não deixe de compartilhá-lo nas redes sociais! 😉

swing

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
0 Comment authors
5 Fantasias Sexuais preferidas das mulheres para satisfazer sua parceira : Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
trackback

[…] a sua mulher quer ter essa experiência, a leve a uma casa de swing. Alguns desses lugares aceitam que os casais apenas olhem outros […]