Para o nosso megapost de hoje, trouxemos um assunto polêmico: relacionamento aberto.  Na maioria dos posts que fazemos aqui no blog, levamos em consideração o homem em um relacionamento tradicional, monogâmico. Mas as coisas estão mudando e cada vez mais casais optam por novas formas de se relacionar, sem tratar a exclusividade como algo essencial na relação.

relacionamento aberto

Pensando nisso, e pensando também nos nossos leitores mais tradicionais, que conhecem pouco sobre o assunto e querem entender melhor, resolvemos abordar o tema relacionamento aberto de maneira completa e imparcial.

Para essa leitura, é importante deixar o preconceito de lado. Desde que ninguém saia machucado ou se sentindo enganado, todas as formas de amor são válidas. Não existe certo ou errado. As relações têm regras únicas. ,

Temos que lembrar que os seres humanos são diferentes e que nenhum relacionamento vai ser igual ao outro. Mas, o que for pautado para a relação, deve ser saudável para ambos.

Você provavelmente tem suas preferências, e isso é natural. A única coisa que não vale aqui é achar que relacionamento aberto é “bagunça”, pouca vergonha, falta de vergonha na cara, etc. São opiniões bem arcaicas e demonstram uma tremenda falta de conhecimento sobre o assunto.

Então, vamos conhecer um pouquinho mais?

Afinal, o que é poligamia?

relacionamento aberto

A poligamia é o oposto de monogamia, vamos partir daí. Trata-se de um termo grego, e significa “muitos casamentos”. Podemos definir como um sistema onde a pessoa tem mais de um parceiro ao mesmo tempo.

Pessoas poligâmicas são adeptas ao amor livre, termo utilizado para descrever o movimento social que rejeita o casamento como uma instituição falida e engessada, despreza estereótipos de relacionamentos e acredita no amor sem posse, controle ou nomenclatura.

A poligamia não é relacionada a ter amantes, que, nesse caso, trata-se de uma situação de adultério. No sistema de poligamia, todos os envolvidos têm ciência do sistema em que estão.

Não se trata de encontros casuais ou orgias. As relações de pessoas poligâmicas são de longo prazo, com envolvimento emocional. São relacionamentos como outro qualquer, porém, não se limitam a apenas duas pessoas.

O que é relacionamento aberto?

relacionamento aberto

O relacionamento aberto é um tipo de relacionamento em que duas pessoas estão envolvidas emocionalmente, mas estão abertas ao possível envolvimento físico e/ou emocional com outras pessoas. Essa é a definição mais superficial, mas também pode variar de casal para casal.

Em um relacionamento aberto,não há sentido de exclusividade, e as duas pessoas concordam que podem se relacionar com outras pessoas sem que isso seja considerado como uma traição ou infidelidade.

Esse tipo de relacionamento é visto como uma alternativa aos relacionamentos baseados na monogamia, o tipo de relacionamento mais comum nos dias de hoje.

Como tudo na vida, existem pessoas a favor e outras contra os relacionamentos abertos. As pessoas que são contra afirmam que um relacionamento aberto é um ato de promiscuidade, sem regras, sem respeito, onde “ninguém é de ninguém”. Muitas pessoas acreditam que quem ama verdadeiramente não conseguiria estar num relacionamento assim.

Porém, as pessoas a favor veem um relacionamento aberto como um relacionamento sincero, com regras e compromisso, admitindo que em quase todos os relacionamentos monogâmicos as pessoas gostariam de ter o tipo de liberdade que um relacionamento aberto oferece. Além disso, esse tipo de relacionamento requer um nível de confiança e cumplicidade ainda maior. Conseguindo atingir, o casal atinge um nível ainda maior de intimidade e cumplicidade.

Relacionamento aberto dá certo?

relacionamento aberto

Essa é uma pergunta extremamente relativa. Depende muito. Provavelmente, “abrir” o relacionamento de uma hora para outra não dará certo. Vocês não estão acostumados com esse tipo de liberdade e as coisas podem dar mais errado do que certo.

Para pessoas muito ciumentas, relacionamento aberto não dá certo. Se você acha que vai diminuir o ciúmes abrindo o relacionamento, você está redondamente enganado. Esse tipo de relacionamento só fará com que o ciúmes seja proibido.

Ou seja: mesmo que você sinta ciúmes da sua parceira, você não vai poder deixar isso claro, porque aceitou as regras de um relacionamento aberto. Se te incomoda imaginar sua parceira com outro homem (ou com outra mulher), isso não vai dar certo.

Se você é do tipo de cara que não curte discutir o relacionamento e que acha isso uma grande perda de tempo, meu caro, o relacionamento aberto não é para você. Para que ele funcione, é preciso de muita conversa e muita sinceridade. Ambos precisam ser transparentes quanto aquilo que incomoda. Caso contrário, o fracasso é garantido e alguém pode sair magoado.

Quando abrir o relacionamento?

relacionamento aberto

Para muitos casais, a escolha de abrir o relacionamento surge de uma crise do relacionamento. Eles entendem que a dinâmica da relação só está sendo afetada pelo modelo monogâmico e que, se abrissem o desejo e o movimento para qualquer outro caminho possível, isso seria uma libertação.

Bom, só de ler, já dá pra ver que esse é um pensamento um tanto quanto ingênuo.

O desejo de controle, restrição, possessividade e submissão é muito presente na monogamia, claro, mas não é sua exclusividade. Se uma pessoa possui essas características, é muito provável que elas se manifestem também em um relacionamento aberto. Se você tem uma parceira ciumenta, antes de pensar em abrir o relacionamento, leia esse post e aprenda como a lidar melhor com ela.

Não existe uma hora certa para abrir o relacionamento, mas certamente o momento de crise não é adequado. A relação precisa estar saudável e sólida para que suporte a abertura.

Regras para manter um relacionamento aberto

relacionamento aberto

Como em todo relacionamento, regras são necessárias, para que ninguém se sinta enganado e ambos saibam os limites de cada um. No relacionamento aberto, essas regras são ainda mais importantes.

Sem segredos. Não contar para a parceira sobre outras pessoas com as quais você está envolvido não é uma atitude correta. O ideal é construir um relacionamento transparente em que ele saiba sobre tudo o que acontece e decida fazer parte disso.

Estabilidade. Antes de encontrar novas parceiras, é preciso fortalecer e solidificar o relacionamento atual. Se os casos com outras parceiros começam antes de a relação estar bem resolvida, ela tende a acabar. E uma relação só suporta ser aberta quando já é sólida o suficiente para isso.

Ela é única. Deixe sua parceira saber que ela tem um espaço especial em seu coração que ninguém poderia preencher.Esse é o espírito de um relacionamento aberto. Você ama sua parceira, e considera que outras pessoas não são capazes de interferir nisso.

Saúde. Quando vocês têm diversos parceiros, coloca todo mundo em um alto risco de transmissão de doenças. Por isso, é preciso obrigar todos os companheiros a terem controle sobre a própria saúde sexual e sempre se protegerem durante as relações. O uso de preservativos é fundamental.

Programação. É importante que vocês estabeleçam uma programação entre vocês. Fazer uma agenda e colocar em um local onde a parceira também tenha acesso é uma boa ideia, pois dessa forma, vocês sempre saberão quando podem marcar algo juntos, ou quando já têm compromissos com outras pessoas.

Compromisso. Você deve honrar o compromisso que firmou. Relacionamento aberto está longe de significar bagunça. Não omita, não minta. A confiança é ainda mais valiosa nesse tipo de relacionamento.

Vantagens de ter um relacionamento aberto

relacionamento aberto

É importante que você não proponha um relacionamento aberto para sua parceira só pela festa. Isso é extremamente egoísta e desonesto.

O relacionamento aberto é uma oportunidade de vocês crescerem como casal, e tem muitas vantagens além de “pegar a mulherada”. Mesmo porque, isso você já pode fazer e a maioria de nós já fazemos, mesmo sem estar em uma relação aberta.

Você não vai ser traído. Se esse é um dos seus medos, a relação aberta vai te proporcionar tranquilidade. Se você está em uma relação assim, as chances disso acontecer são nulas, já que você consentiu com o fato da sua companheira se envolver com outras pessoas – afinal, você está fazendo o mesmo.

O relacionamento não cai na rotina. Um dos grandes motivos que levam um casal a considerar um relacionamento aberto é o fato do namoro ter esfriado ou caído na rotina, o que é bem comum de se acontecer depois de um tempo juntos.

No relacionamento aberto, isso não vai acontecer. Vocês não passarão todo o tempo livre juntos, se envolverão com outras pessoas e passarão por novas experiências para agregar à relação de vocês.

As brigas diminuem drasticamente .Em um relacionamento aberto, o casal concorda com o fato do companheiro se envolver com outras pessoas e o fator ciúme, protagonista de muitas brigas, deixa de existir. Talvez ainda exista, mas não pode ser motivo de desconfiança.

A confiança entre o casal aumenta. A confiança é um dos pontos primordiais de qualquer relação, principalmente no relacionamento aberto, já que ela é testada a todo momento. Ao adotar o “amor livre”, o casal está reforçando os laços de confiança de uma forma surpreendente. Eles confiam no companheiro a ponto de deixá-lo se envolver com outras pessoas, sem medo que isso afete o relacionamento “principal”.

Desvantagens de ter um relacionamento aberto

relacionamento aberto

Um relacionamento aberto não é tão simples assim de ser mantido. Exige honestidade, confiança e, sobretudo, controle emocional. Se você está cogitando abrir seu relacionamento porque está na moda, porque foi pressionado ou porque quer dar uma de liberal, mas, toda noite você se revira na cama sofrendo com essa situação, você precisa reavaliar suas escolhas.

Ninguém entra em um relacionamento para sofrer, não é mesmo? E as relações abertas que funcionam são aquelas em que as duas pessoas se sentem bem, e abertura só traz melhoria para a relação delas. Nem todo mundo tem esse perfil.

Em relação às desvantagens, se você arrepia só de pensar sua parceira com outros homens, então, você terá um problema.

Além disso, sua parceira pode se apaixonar por alguém que não seja você. Isso não deixa de ser uma possibilidade.

As pessoas provavelmente vão falar. Você pode até não ligar para o que as pessoas falam, mas não há como negar que muitas delas conseguem encher a paciência e até lhe atrapalhar diretamente. Caso alguém saiba o tipo de relacionamento que você vem mantendo ou veja sua companheira com um outro alguém, de duas uma, ou essa pessoa vai lhe atordoar com sua indignação sobre seu namoro ou então ela irá espalhar para todo mundo e fazer piadas maldosas e chacotas de você. O que também é algo bastante desagradável.

Vídeos que explicam melhor o relacionamento aberto

Sobre privilégios e desvantagens

Você já parou para pensar que a maneira em que nós somos educados, e a maneira em que as mulheres são educadas, condicionam nossas moças a fundirem o amor e o sexo em uma grande unidade emocional conjunta, que não dá para separar? E que, com os homens, isso já não funciona bem assim?

Para o homem, é natural e aceito pela sociedade ter desejo por mais de uma mulher ao mesmo tempo. Aliás, muitos ainda dizem que trata-se de um instinto “animal”. Muitas traições masculinas já foram perdoadas em relações monogâmicas usando esse argumento como desculpa.

Perceba que, para as mulheres, as coisas não fluem de forma tão natural assim. Desde os primórdios, mulheres foram castigadas por adultério, oprimidas pelos seus desejos sexuais e obrigadas a desempenhar um papel repleto de pureza, pudor e discrição.

relacionamento aberto

É preciso ter discernimento para propor um relacionamento aberto para sua parceira, sem que isso seja extremamente nocivo para ela. Além disso, essa ideia pode ser dolorosa para ela, por não conseguir se envolver nas infinitas possibilidades emocionais e sexuais que outras pessoas podem oferecer para ela. Afinal, ela não foi criada dessa forma.

A nova ideia pode soar abusiva para a sua parceira. Tenha cuidado e tato para lidar com esse tipo de situação. Não insista, caso ela demonstrar desconforto. Para que funcione, o consentimento da mulher deve ser absoluto, de coração.

Muitas mulheres não se sentem em condições para estarem em um relacionamento aberto, mas o fazem para não perder o parceiro. Para melhorar uma crise na relação. Para parecer moderna e descolada. Nesses casos, quem usufrui da relação aberta é o homem, pois a mulher não está confortável e segue aflita, acuada nessa situação toda.

Portanto, seja um macho alfa de verdade, tenha cuidado com sua parceira e com seus sentimentos. Não faça algo que vai agradar só a cabeça de baixo.

[epico_capture_sc id=”2101″]

Se você curtiu o conteúdo, não deixe de compartilhá-lo nas redes sociais! 😉

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of