Ser um empreendedor de sucesso é o sonho de muitos homens atualmente. Nem todos possuem perfil para tal função, mas, expandir o conhecimento sobre o assunto é uma ótima forma de chegar mais perto do objetivo de empreender.

empreender

O primeiro passo para quem quer se aventurar no mundo dos negócios é ter uma ideia sensacional. Não muito boa, nem interessante, nem mediana. Nada menos que sensacional. Sua ideia de um milhão de reais será apenas o início, pois a parte mais difícil será executá-la bem.

Além disso, é fundamental ter conhecimento sobre a cidade que você pretende lançar o seu empreendimento. Sabemos que o ambiente de negócios brasileiro é um dos mais desafiadores do mundo.

Mas, com uma ajuda do Macho de Verdade, você tem acesso a informações valiosas, como por exemplo, quais são as piores cidades para empreender. É importante saber se sua cidade está entre as listadas, para que você já comece a traçar um novo objetivo para seu projeto.

No Brasil, é facilmente possível apontar as capitais que não são receptivas para aqueles que desejam começar o próprio negócio. E não só sobre recepção, mas que apresentam uma infraestrutura fraca em relação a mão de obra, segurança e empreendedorismo. E, além disso, apresentam poucas políticas relacionadas ao incentivo e auxílio aos empreendedores.

A Endeavor, empresa que realizou essa pesquisa, seleciona e apoia os melhores empreendedores, compartilha suas histórias e aprendizados e promovem estudos para entender e direcionar o ecossistema empreendedor no país. Ou seja: eles sabem bem do que estão falando.

Conheça agora os destinos que você, futuro empreendedor, deve fugir:

10 piores cidades do Brasil para empreender

#10 – Aracaju

empreender

À frente das capitais citadas anteriormente, porém ainda com índices negativos para o empreendedor, está Aracaju. É possível reverter essa pouca receptividade com ações de curto e longo prazo. Rever processos e simplificar burocracia são atitudes do poder público que em pouco tempo podem melhorar muito a situação do empreendedorismo nessas cidades.

#9 – Salvador

empreender

A capital baiana está entre as dez cidades brasileiras pouco receptivas a novos negócios. Entre os critérios avaliados pela Endeavor para o levantamento, estão qualificação profissional, índices de segurança pública, burocracia e capacidade de atrair investimentos.

#8 – Natal

empreender

Cidades como Natal, capital do Rio Grande do Norte, sofrem com o excesso de burocracia e escassez de recursos para novos empreendedores.

#7 – Manaus

empreender

Uma coisa que poderia ser feita em curto prazo para a melhora nos índices dessas cidades é uma otimização do ambiente regulatório. Trata-se de uma medida fundamental. Para se abrir uma empresa, leva-se em média 138 dias. São quase 5 meses para você abrir um negócio. Isso é possível de ser transformado.

#6 – São Luís

empreender

A segurança pública, ou ausência dela, é outro fator que influencia diretamente na forma como uma cidade recebe o empreendedorismo. Na região Nordeste, as taxas de homicídios estão acima das do Sul e do Sudeste.

#5 – Cuiabá

empreender

Fora do Nordeste, região do País em que os índices de empreendedorismo são desfavoráveis, a capital do Mato Grosso também encontra dificuldades para atrair investidores, o que é, na perspectiva do especialista da Endeavor, um fator que dificulta a vida do empresário.

“O investimento de risco, o venture capital, está distante dessas capitais. São cidades em que o empreendedor tem menos condições de buscar investimento”, analisa Melhavo.

#4 – Belém

empreender

Belém, a capital do Pará, também aparece no ranking da Endeavor como uma cidade pouco favorável a empreendedores. Um dos pontos mais sensíveis dessas capitais são os marcos regulatórios, que são as leis em relação a tributação, abertura e fechamento de empresas.

O Brasil tem o sério desafio de toda hora mudar as regras do jogo. Temos em média 200 mudanças a cada três anos no ICMS, o mesmo que uma a cada quatro dias. Isso é uma loucura para qualquer empreendedor.

#3 – Fortaleza

empreender

Capitais como Fortaleza têm como problemas comuns a falta de infraestrutura, a distância dos grandes centros e problemas internos como falta de segurança.

#2 – Teresina

empreender

A capital do Piauí também está entre as piores cidades para empreender de acordo com a Endeavor, principalmente devido a estrutura precária. O ambiente regulatório da cidade se mostra um desafio enorme para empreendedores.

#1 – Maceió

empreender

Maceió, segundo a Endeavor, é o lugar menos favorável do Brasil para empreender. Portanto, se essa é sua cidade natal e você deseja começar seu próprio negócio, talvez seja o caso de reavaliar sua localização e, talvez, planejar mudanças para cidades mais promissoras para empreender.

Você tem interesse em saber quais são as melhores cidades para empreender? Pode ser o assunto do nosso próximo post. Conta pra gente nos comentários!

[epico_capture_sc id=”2101″]

Se você curtiu o conteúdo, não deixe de compartilhá-lo nas redes sociais! 😉

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of