É muito provável que você já tenha ouvido falar da série La Casa de Papel. Pode até ser que você já tenha assistido. Se ainda não assistiu, com certeza ela já foi recomendada pelo seu amigo, irmão, tio, vizinho, frentista do posto, e até mesmo pelo atendente da padaria.

A série, criada pelo espanhol Álex Pina, retrata a história de um grupo de oito ladrões, liderados por um personagem apenas conhecido como Professor, que decidem assaltar a Casa da Moeda espanhola. Possivelmente o maior assalto já cometido no país.

A série estreou em 25 de dezembro na Netflix, sem muito alarde. Originalmente, La Casa de Papel foi criada pela emissora de TV a cabo espanhola Antena 3 e foi ao ar com 15 episódios de 70 minutos em média.

No Brasil, a divisão da série sofreu algumas mudanças: os 9 episódios da primeira temporada foram transformados em 13 de até 50 minutos. A segunda parte da série vai ao ar pela plataforma de streaming em 6 de abril.

O curioso de La Casa de Papel é que não houve uma divulgação grandiosa da série. Não houve comerciais e nem alarde por parte da Netflix ou nem de nenhuma outra mídia. A série conquistou o coração do público porque junta suspense, drama e situações inesperadas a um plano engenhoso de assalto inimaginável.

Dá uma conferida no trailer.

Então, se você ainda não viu La Casa de Papel, listamos para você 8 bons motivos pelo qual você deve maratonar a série ainda nesse fim de semana.

#8 Conhecer um novo idioma

Você não precisa aprender todos os idiomas, mas o simples fato de você ter contato com uma língua diferente das que já está habituado é uma forma de adquirir cultura.

Somos frequentemente expostos ao inglês e a cultura americana pelo fato da maioria dos filmes e séries que consumimos serem americanas. La Casa de Papel é uma série espanhola, como já falamos. Além da língua, com a série também conseguimos aprender um pouco mais sobre os hábitos e costumes de outro país.

#7 Uma nova visão do poder feminino

Estamos em uma época em que não se acredita mais que mulher é o sexo frágil. A série mostra isso bem de perto.

Tóquio e Nairóbi, duas personagens que fazem parte do grupo de assaltantes, foram duramente treinadas pela vida e são capazes de enfrentar qualquer coisa.

A detetive Raquel, encarregada da ação policial para tentar capturar os assaltantes, também é um exemplo de mulher moderna e empoderada. Seu maior desafio é não deixar os problemas pessoais interferirem em seu trabalho.

#6 A trilha sonora

A trilha sonora de La Casa de Papel é uma das mais diversificadas possível. Sério.

A música de abertura My Life is Going On é em inglês. Fado Boémio e Vadio, que inicia o quinto episódio da série, é em português de Portugal. Bella, Ciao, música símbolo da resistência italiana, é uma dessas músicas com refrão cativante que fica na sua cabeça mesmo depois do fim do episódio.

Cada música combina perfeitamente com o enredo individual dos episódios e ajudam a construir o clima da série.

#5 Faz você torcer pelos bandidos

Seu cérebro vai dizer que é errado, mas esse grupo de assaltantes vai roubar seu coração (tá, a piada foi péssima).

Mas a verdade é que você quer realmente que os bandidos tenham sucesso. A trama é tão envolvente e os personagens são cativantes. No fundo, você fica aflito quando a polícia avança nas investigações, e comemora quando as ações dos policiais dão errado.

#4 Atores dignos de Oscar®

Estamos tão acostumados com atores famosos de Hollywood que nem imaginamos que outros países são capazes de ter artistas tão fantásticos.

O elenco de La Casa de Papel é sensacional. Não há outra palavra para descrever. Os atores interpretam personagens extremamente complexos, que passam por várias emoções em uma fração de segundos.

O grande destaque vai para Úrsula Corberó, que narra a trama e faz o papel de Tóquio, Pedro Alonso, que interpreta o chefe Berlin, e Paco Tous, no papel do pai Moscou.

#3 Narrativa não convencional

Diferente da maioria das séries, a história não é apresentada de forma linear. Você não conhece todos os detalhes da trama.

Aos poucos, os personagens e suas histórias vão sendo apresentadas através de flashbacks. Isso é o que prende a atenção e faz a série ser tão incrível. Cada episódio guarda uma surpresa.

#2 La Casa de Papel, uma série sem exageros

Existem alguns exageros na série, como os macacões laranja e as máscaras do icônico pintor Salvador Dali. Mas os sentimentos não são exagerados.

Apesar das muitas emoções apresentadas em casa episódio, não há um esforço da série para te fazer chorar. Em nenhum momento a trama extrapola os sentimentos de forma apelativa.

#1 Um plano (quase) perfeito

Quando La Casa de Papel começa, você não conhece os personagens, tampouco os detalhes do plano. Tudo que você sabe é que o Professor recrutou oito pessoas para realizar o maior assalto da história espanhola.

Conforme a série vai se desenvolvendo, as histórias individuais dos personagens vão sendo apresentadas, assim como os detalhes meticulosos do plano perfeito.

Descobrir cada fase do plano e como cada detalhe e cada possibilidade foram elaborados de forma lógica e calculista é surpreendente.

Pronto, agora é só fazer a pipoca e curtir a série. Aproveita e chama a gata pra assistir com você. Só não vale “trair” ela depois e assistir sozinho os episódios hahaha.

E se você já assistiu, conta pra gente nos comentários o que achou da série.

Até breve. Um abraço!

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of