Kombi: a história do carro que conquistou uma legião de fãs por todo o mundo

Falar sobre carros é sempre bem-vindo no universo masculino, embora nem todos os homens se interessem por carros antigos como a Kombi, ainda assim, falar de carros é um tema bastante discutido entre a maioria, já que existe todo um mercado por trás dessa preferência.

Devido ao sucesso do nosso artigo sobre carros antigos e, principalmente, do modelo Kombi, famosa em décadas passadas, sendo considerada namorada do bom e velho “fusca”, separamos para vocês, meus caros leitores, uma lista com os melhores modelos dessa relíquia, a qual parou de ser fabricada em 2013, mas sempre estará em nossos “corações”.

combi

De forma bem didática vou explicar, através de uma linha do tempo, como surgiu a ideia de criação da kombi e seus sucessos ao longo do tempo. Garanto que você irá se surpreender por sua altíssima valorização, sendo considerada carro de luxo por um tempo.

A kombi que você não conhece, mas gostaria de conhecer

A ideia de criar a Kombi ocorreu na década de 40 pelo Holandês Ben Pon. O seu objetivo inicial era pegar todo conjunto mecânico do fusca e criar uma versão de um veículo leve de carga.

Porém, o modelo foi criado na Alemanha na década de 50. Ela, a princípio, tinha a carroceria em monobloco e suspensão reforçada. Seu motor era refrigerado a ar e tinha apenas 25 cv, o que naquela época já era um avanço e tanto.

Só em 1957 que essa “belezinha” chegou ao Brasil, mais especificamente na fabrica em São Bernado do Campo -SP. Até que não demorou tanto se levarmos em conta a época, né?

1961 – 1962

Foi nesse ano que ela ganhou sua versão 6 portas (conhecida como segunda série), pois incorporaram algumas mudanças, entre elas o marcador de combustível no painel, o fim das bananinhas de sinalização e a transmissão com todas as marchas sincronizadas.

1963 – 1965 

Houve uma mudança marcante na linha 63, onde foram acrescentados duas janelas de cada lado nas laterais e na traseira, além do vidro maior também na parte traseira. Já na linha 64 foram adicionadas novas lentes do pisca dianteiro.

1967 – 1975

A linha lançada nesses anos passaram a ter um motor mais potente com 44 cavalos, dando mais força e agilidade a Kombi, além das alterações elétricas, suas rodas mudaram de 15 para 14 polegadas. Na mesma ocasião, foi lançada a versão Pick Up cabine simples, que já era sucesso na Europa desde a década de 50.

1976 – 1980

Foi nesse ano que houve uma mudança radical na kombi brasileira, isso porque a intenção era se espelhar no mercado europeu, por isso foram projetados vários ajustes, como: Parabrisas únicos, portas dianteiras mais modernas, lanternas traseiras maiores, além da carroceria passar por um processo de reforçamento dando maior resistência ao modelo.

1981 – 1992

As novas linhas passaram a ter cabine dupla além do motor diesel e um importante avanço na segurança como os freios a disco e reforço nos cintos de seguranças com 3 pontos.

1997 – 2005 

Nesses anos aconteceram diversas mudanças, como: adoção de portas laterais de correr e assim como vidros laterais e traseiros maiores e injeção eletrônica. O teto ganhou altura, inspirada na versão mexicana de 91. No ano 2000, foi encerrada a produção da Kombi Pick Up e o motor a ar.

2006 

Uma solução para substituir o motor a ar foi a criação do motor 1.4 refrigerado a água, o qual foi muito bem aceito e melhorou ainda mais o desempenho da Kombi.

Meio século de produção

Em 2007 a kombi completou meio século de produção. Em comemoração a essa data foi lançada uma edição limitada chamada de Kombi 50 anos com 50 unidades. Faz todo sentido, não?

combi

O modelo tinha uma pintura chamada “saia-e-blusa”, com as cores vermelho e branco, além de vidros verdes e parabrisa degradê, desembaçador, bancos com forração diferenciada, lentes brancas nos piscas, lanternas traseiras fumê e 3 janelas laterais basculantes. Essa edição passou então a ser considerada a mais rara já produzida pela Volkswagen.

Porém, tudo tem um fim…

Depois do sucesso aqui no Brasil, os entusiastas dessa relíquia elegeram o dia 2 de setembro como o Dia Nacional da Kombi, estabelecido por iniciativa do Sampa Kombi Clube em conjunto com o Kombi Clube do Brasil. Sim, esse foi um dos únicos modelos de carros a conquistarem uma legião de fãs por todo Brasil na época.

Infelizmente, em 2013 essa história chegou ao fim, isso porque o governo brasileiro decretou oficialmente o “funeral” da kombi quando o Contran (Conselho Nacional de Trânsito) recusou o pedido da Volkswagen para que a indústria continuasse a fabricar por mais 2 anos o modelo sem airbag e freio ABS.

Isso ocorreu, porque em 2014 foi decretado que todos os carros a partir daquele ano teria como acessório obrigatório o ABS e air bag. Já que a kombi não comportava esses requisitos o seu fim passou a ser inevitável, o que gerou mais de mil desempregos.

Para matar a saudade e se divertir, separei para vocês os modelos mais inusitados de kombi que os amantes por essa relíquia criaram, alguns são bem criativos, confere ai:

8. Trator

7. Caravana

6. Verde

5. Little

4. Rebaixada

3. Conversível

2. Mini onibus

1. indie

E ai, gostaram do artigo? Deixe nos comentários se você é fã de algum modelo e quais dos inusitados te chamou mais atenção. Ah…e não se esqueça de compartilhar com os amigos nas redes sociais.

Nos falamos em breve.

combi