Você está no trabalho nesse exato momento? Se você tem ao menos 5 colegas no escritório, pode ter certeza que pelo menos um deles acessa sites eróticos durante o expediente. Pelo menos é o que os estudos indicam – nós, particularmente, achamos que deve ter muito mais. 

indústria pornográfica

A verdade é que todos nós consumimos pornografia. O que muda de um homem para outro é só a frequência e o tempo: alguns consomem com maior ou menor frequência, diariamente, semanalmente, mensalmente, apenas acompanhado da parceira, alguns consumiam com maior intensidade quando mais novos e hoje pararam, enfim.

Esse fato acima é, provavelmente, um dos responsáveis pelo fato da indústria pornográfica ainda ser uma das maiores do mundo, recolhendo até 14 bilhões de dólares anualmente.

indústria pornográfica

Existem aqueles que defendem a indústria pornô com unhas e dentes, e existem também aqueles que a atacam. Estamos bem ali, no meio, e a consideramos saudável, quando consumida de forma responsável e na dose certa. O excesso de pornografia  pode causar efeitos extremamente negativos no seu desempenho sexual. Para ler mais sobre, clique aqui.

Para conhecer mais sobre esse universo, separamos os 18 fatos mais surpreendentes sobre a indústria pornô. Desde o filme mais caro, a quem consome mais pornografia, aos costumes de consumo de pornografia pelo mundo.. tem um pouco de tudo!

Fatos surpreendentes sobre a indústria pornográficaindústria pornográfica

#18 – A maior parte dos atores que interpretam gays nas telas são, na verdade, heterossexuais.

#17 –  O filme pornô mais caro já produzido foi Pirate’s, de 2005. Ele custou cerca de US$ 1 milhão.

#16 – Aproximadamente 12% de todos os sites da internet são relacionados a pornografia.

indústria pornográfica

#15 – Nesse exato momento, aproximadamente 30 milhões de pessoas estão assistindo pornô.

#14 – Se você for produzindo ou distribuindo filmes pornôs na Coreia do Norte ou no Irã, poderá ser punido com pena de morte.

#13 – Um novo filme pornô é produzido a cada 39 minutos nos Estados Unidos.

indústria pornográfica

#12 – Entre 25% e 33% das pessoas que assistem pornografia na internet são mulheres. Mas elas representam apenas 2% dos assinantes de sites pagos.

#11 – A pornografia é totalmente legal no Japão, mas existe uma lei que estabelece que eles devem censurar todos os órgãos genitais e pelos pubianos.

#10 – Durante uma avaliação da auto-estima, estrelas pornô pontuaram significativamente mais alto do que as estrelas do cinema convencional.

indústria pornográfica

#9 – Se você pensa que olhamos mais para os peitos e bundas das atrizes enquanto assistimos pornografia, bom… você está enganado! Estudos mostram que os homens se concentram no rosto da mulher e em suas reações.

#8 – Todos os atores pornôs do Brasil são obrigados a usar preservativos.

#7 – O mundo só pensa em sexo. A prova disso é que 30% de todos os dados transferidos na internet são relacionados a pornografia.

industria pornográfica

#6 – Atores pornô ganham em média 500 dólares por cena. Se for um pornô gay, eles podem ganhar até 3 vezes mais.

#5 – Para estrelas pornô do sexo feminino, uma cena de boquete fica entre 200 e 400 dólares. No entanto, uma cena de dupla penetração, pode render 2000 dólares. Na indústria, funciona dessa forma: quanto mais desagradável a cena é, maior é o cachê.

#4 – Cenas lésbicas são as mais procuradas do mundo por homens heterossexuais.

indústria pornográfica

#3 – A idade média em que as estrelas pornôs perderam a virgindade é entre 12 e 15 anos. Para as estrelas não pornográficos, a idade média é entre 17 e 28 anos.

#2 – Estudos mostram que as estrelas pornôs são mais propensos a se envolverem em drogas, como cocaína, heroína e metanfetamina.

#1 – Aproximadamente 20% dos homens nos Estados Unidos admitem assistir pornografia durante o expediente de trabalho.

[epico_capture_sc id=”2101″]

E aí, curtiu as curiosidades sobre a indústria pornográfica? Compartilha no Facebook para que seus amigos possam conferir também! 😉

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of