Se você nunca ouviu falar de Game Of Thrones, você provavelmente mora em outro planeta. A série é uma das produções mais comentadas e assistidas dos últimos tempos.

A trama conta com vários elementos que, por si só, já são atrativos pra caramba: disputas por poder, clima medieval, fantasia, ação, matanças, mulheres maravilhosas, cenas quentes… enfim. O que não faltam são bons motivos para se render aos sete reinos.

Para começar, vamos listar alguns desses motivos. Confere aí!

9 motivos para começar a assistir Game of Thrones

#9 – Não existem heróis nem vilões

Essa é uma das características mais particulares de Game of Thrones, e que traz, cada vez mais, novos espectadores para a série. A regra é clara: não se apegue a nenhum personagem, porque nenhum deles está seguro.

game of thrones

Qualquer um deles pode morrer a qualquer momento, independente da sua importância para a trama. E, ao longo do tempo, você percebe que isso é ótimo. Não existe aquele sentimento de que “nada vai acontecer com o herói”, pelo fato de ser o protagonista. Em Game of Thrones, você pode esperar de tudo.

Claro que no princípio é difícil de acostumar. Começou a se apegar… morre. E morre mais um. E mais outro. A imprevisibilidade é desconcertante, no começo. Mas, com o tempo, passa a ser aquilo que torna a série única.

#8 – Mulheres com personalidade

Normalmente, os enredos medievais não costumam atrair o público feminino, pois as mulheres da trama são sempre submissas, prostitutas ou covardemente exploradas e violentadas.

Em outras séries e filmes, adjetivos como: honra, coragem, firmeza, lascívia e até mesmo traidor, são exclusivas dos cavaleiros e lordes feudais.

Porém, em Game of Thrones não é assim que a banda toca. Lá, existem mulheres que são muito mais corajosas que os homens. Existem mulheres com personalidades diversas: corajosas que não perdem uma guerra e as que colocam a honra acima de tudo. Mesmo que isso a faça perder seu filho ou marido. E claro, até mesmo as pilantras que enganam e se aproveitam de situações.

game of thrones

Elas merecem um lugar de destaque na série e não são apagadas pelas presenças masculinas, mesmo que sofram na medida em que o enredo se desenrola.

#7 – Não existem clichês

Na maioria das séries que assistimos, é possível descobrir como será o final muito antes dele chegar. O motivo disso são os clichês, que não existem em Game of Thrones.

O que parece estar óbvio para você, no episódio seguinte já é provado o contrário.

#6 – Diversos gêneros em uma só série

Em Westeros (o principal país da série), todos os gêneros fazem parte da mesma trama: política e romance, terror e comédia, drama e suspense caminham juntos.

game of thrones

Isso aumenta a gama de pessoas que se interessam pela série, tornando-a o verdadeiro sucesso que é. Você pode assistir com sua parceira que, simultaneamente, você vai torcer para fulano vencer tal batalha e acabar com ciclano, e sua mulher vai estar suspirando torcendo para um casal dar certo.

Para recomendações de séries para assistir com a parceira, clique aqui!

#5 – A realidade brinca com o sobrenatural

Em Game of Thrones, você vai encontrar de tudo, desde feiticeiros até mortos-vivos. E isso não interfere nem um pouco na qualidade, na maturidade e na seriedade do enredo.

O autor introduz essas criaturas bem lentamente, inserindo aos poucos na sua cabeça aquelas informações, para que não haja choque. Os elementos sobrenaturais foram criados junto ao mundo, e fazem parte dele.

#4 – Altíssimo investimento

A HBO tem uma ótima reputação com relação a seriados. Eles investem muito dinheiro, fazem um bom trabalho e não se importam muito com censura. Com Game Of Thrones, o atual carro chefe da empresa, não é diferente.

Na 2ª temporada, cada episódio custou aproximadamente R$ 12 milhões. É um orçamento altíssimo se compararmos com outros seriados. Mas esse valor é o básico. Em episódios especiais, como o piloto da série, foram gastos R$ 20 milhões.

game of thrones

E a HBO seleciona uma equipe que sabe bem como utilizar esse dinheiro. As locações são perfeitas e em lugares inimagináveis. Os figurinos são muito detalhistas e fiéis aos livros, e claro, sem falar do time de peso dos atores, que fazem um ótimo trabalho.

#3 – Fidelidade aos livros

A série foi baseada em uma saga de livros escrita pelo autor George R. R. Martin. É claro que a experiência de ler os livros é bem mais completa do que assistir a série, mas os diretores da série estão sendo fiéis até onde o orçamento permite.

Ainda assim, pouca coisa fica de fora, as adaptações feitas na série não alteram o final e continuam dentro do contexto. O autor dos livros participa escrevendo o roteiro de um dos 10 episódios e está sempre interagindo com os diretores, garantindo a fidelidade à obra.

#2 – Equipe de produção de peso

Na 3ª temporada, foram criados 3 núcleos de gravação simultâneos ao redor do mundo. Enquanto uma equipe filmava na Irlanda do Norte, outra estava na Islândia e outra em Marrocos.

game of thrones

Agora imagine um lugar como a Islândia, com gelo por toda parte e uma série de TV sendo filmada? Ter que trabalhar com temperaturas abaixo de 0? A equipe fez isso carregando câmeras, cabos, figurinos, cenários, maquiagem e por aí vai. Pura excelência! 

#1 – Elenco escolhido a dedo

Game of Thrones gira em torno de várias histórias, e por isso mesmo, não há um protagonista fixo.

Sean Bean, o Boromir de O Senhor dos Anéis, é um dos personagens que têm destaque na trama. Além dele, o Rei Robert Baratheon é interpretado por Mark Eddy, que já foi o Fred Flintstone nos cinemas.

Um dos membros mais marcantes da família Lannister é a Rainha Cersei, interpretada por Lena Headey, que viveu a Rainha Gorgo no épico 300.

E pra finalizar, há ainda o anão Tyrion Lannister, que com certeza é um dos personagens mais irreverentes e inteligentes da série. Interpretado por Peter Dinklage, que ganhou o Emmy 2011 de melhor ator coadjuvante pelo seu papel, Tyrion ganha autenticidade com a personalidade do artista.

6 atrizes pornô que também atuaram em Game of Thrones

#6 – Sahara Knite

A britânica de origem indiana trabalhou na indústria da moda antes de se tornar atriz pornô. Hoje em dia, oferece serviços de massagem profissional e sessões de luta-livre. Curioso, não?

game of thrones

Em Game of Thrones, vive a prostituta Armeca, do bordel de Petyr Baelish (Aidan Gillen). Na primeira temporada, faz uma cena de lesbianismo que causou sensação na época.

#5 – Maisie Dee

game of thrones

Maisie Dee é uma conhecida atriz pornô no Reino Unido. Em Game of Thrones, ela interpreta a prostituta Daisy, na segunda temporada, e se torna uma das muitas vítimas do sadismo do rei Joffrey Baratheon.

#4 – Jessica Jensen

A atriz britânica de 25 anos já fez dezenas de filmes pornô. Após sofrer abusos de um ex-parceiro com quem morou por dois anos, passou a se dedicar também ao humor, participando de programas de pegadinhas.

game of thrones

Em Game of Thrones, ela foi uma das três prostitutas que tiraram a virgindade de Pod Payne (Daniel Portman).

#3 – Aeryn Walker

A atriz pornô australiana se classifica como “perversa” no Twitter. Em Game of Thrones, ela vive uma das mulheres de Craster (Robert Pugh), que se casa com as próprias filhas.

game of thrones

Ela aparece no quarto episódio da quarta temporada, ‘Oathkeeper’.

#2 – Sibel Kekilli

A atriz alemã de origem turca, de 36 anos, usava o pseudônimo de Dilara nos filmes adultos. Depois fez carreira fora do cinema pornô, tendo ganho alguns prêmios por trabalhos como ‘Contra a parede’ (2004) e ‘Eve Dönüs’ (2006).

game of thrones

Participou de Game of Thrones como a prostituta Shae, amante de Tyrion Lannister (Peter Dinklage).

#1 – Samantha Bentley

Premiada por suas atuações em filmes pornô, a atriz inglesa de 28 anos participou de uma cena com Davos Seaworth (Liam Cunningham) na 4ª temporada de Game of Thrones. Sem roupa, claro.

game of thrones

Ela faz também uma prostituta fantasiada de Daenerys que Tyrion e Varys encontram em Volantis, na 5ª temporada.

game of thrones

E aí? Vai começar a assistir Game of Thrones hoje mesmo ou não? 😉

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments