Gostou do artigo?

Os problemas relacionados ao sono são, atualmente, uma epidemia global. E isso ameaça a saúde e a qualidade de vida de mais de 45% da população mundial. Você faz parte dessa porcentagem que sofre com problemas de falta de sono?

falta de sono

Se a resposta foi positiva, nós lamentamos. Dormir bem é um dos três pilares fundamentais para ter uma saúde invejável, ao lado de uma dieta bacana e exercícios físicos regulares. Mas, pensando no seu bem estar e no de todos os nossos leitores que sofrem desse mal, fizemos uma compilação das consequências causadas pela falta de sono.

Dessa forma, é possível mensurar o tamanho do estrago e procurar ajuda o mais rápido possível. Ter problemas de falta de sono interfere em todos os aspectos das nossas vidas e, com isso, fica ainda mais difícil prosseguir e prosperar.

Além disso, se você é um daqueles que afirma categoricamente que dormir de quatro a cinco horas por dia é o suficiente, saiba que está redondamente enganado. Isso não é algo de que se gabar.

Segundo Associação Mundial de Medicina do Sono (WASM, sigla em inglês), existem três elementos necessários para uma boa noite de sono. O primeiro deles está ligado a duração – e o ideal gira em torno de 7 a 9 horas por dia. Segundo, é a continuidade. Devemos dormir sem interrupções para que o sono seja efetivo. E, por fim, o sono deve ser profundo para que de fato recarregue suas energias.

A falta de sono possui impactos altamente nocivos para nossa saúde física e mental. Por mais que, às vezes, não tenha como garantir as horas necessárias. mas quem tem privação de sono constante possui um risco muito mais alto de ter doenças cardiovasculares, câncer, diabetes e depressão, por exemplo. É melhor ficar atento.

Como a falta de sono pode afetar sua saúde

#5 – Limitação cognitiva

falta de sono

Os efeitos da falta de sono impactam na nossa capacidade de atenção, a recuperação da memória e a aprendizagem. Todo o nosso processo cognitivo para absorver novas informações fica comprometido.

O ato de dormir bem muitas vezes é subestimado, mas é algo que deveria preocupar a todos.

#4 – Risco de acidentes

falta de sono

A possibilidade de sofrer acidentes cresce com a ausência de sono, já que um em cada cinco acidentes tem a ver com a falta de sono, adormecer no volante, dirigir sonolento, etc. 40 mil pessoas se ferem por ano no país por problemas relacionados à falta de sono, e 1.550 pessoas morrem nesses tipos de acidentes.

Um estudo desenvolvido pela Harvard Medical School já apontou que 250 mil condutores dormem ao volante por dia nos EUA. Imagina no Brasil?

Porém, o perigo de acidentes não está somente nas ruas. Ainda existe o risco de acidentes domésticos.

#3 – Menor rendimento físico

falta de sono

Dormir bem é importante para ter energia e vitalidade durante o dia. Trata-se, de fato, de um aspecto fundamental para o funcionamento de nosso cotidiano, apontam especialistas.

Atletas profissionais podem dormir pouco e ainda assim apresentar bom rendimento, mas essas atitudes como uma constante podem apresentar danos graves ao longo prazo. É fundamental descansar por tempo suficiente após a prática de exercícios.

O problema da falta de sono é o impacto no rendimento físico, pois o corpo precisa de um mínimo de horas de descanso. O processo de regeneração de tecidos cerebrais e físicos ocorre à noite. Se não há descanso não há recuperação correta, e isso afeta o rendimento físico e intelectual. Além disso, praticar exercícios físicos estimula um sono melhor, daí a combinação perfeita entre as atividades.

#2 – Saúde mental afetada

Dormir pouco tem relação com uma variedade de transtornos físicos, mentais e de comportamento. A saúde mental é uma questão particular e, de certo modo, é um círculo vicioso: se tem problemas mentais, dorme pouco, e vice-versa. E se sente cada vez pior quanto a isso.

Para sair desse ciclo, a busca por ajuda psicológica é vital. Casos de insônia devem ser tratados com tratamentos específicos baseado em suas causas. Segundo a organização espanhola Instituto de Medicina do Sono, a falta de sono está associada a problemas psicológicos, depressão e ansiedade.

#1 – Dieta ruim

falta de sono

Você sabia que a falta de sono faz com que a gente se alimente pior? Pois é um fato. De acordo com um estudo do órgão espanhol, mais de um terço das pessoas come mal quando dorme pouco. O motivo, segundo a especialista, é que nessa situação costumamos comer alimentos pouco saudáveis, e por isso a falta de sono está vinculada ao aumento de peso.

A comunidade científica também associa a falta de sono à obesidade e ao diabetes. Segundo estudo realizado em 2015 por pesquisadores no Catar, dormir pouco aumenta o apetite e a resistência à insulina.

[epico_capture_sc id=”2101″]

Se você curtiu o conteúdo, não deixe de compartilhá-lo nas redes sociais! 😉

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
0 Comment authors
Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
trackback

[…] Alteração do sono (dormir demais ou de menos); […]