Como fazer um bom currículo: veja 7 dicas poderosas para agilizar sua contratação

0
1023

O mercado de trabalho está mais competitivo do que nunca. Parece clichê dizer isso, mas é a realidade, pois os empregos estão escassos e a quantidade de pessoas buscando por eles é cada vez maior. Pensando nisso, nós trouxemos hoje dicas valiosas de como fazer um bom currículo.

O currículo é seu cartão de visitas para uma empresa que está em busca de colaboradores. Ou seja: ele deve ser impecável, irresistível e atraente. Mas, como fazer isso de forma efetiva? Como selecionar quais são seus melhores atributos profissionais para inserir no seu currículo? Nós vamos te mostrar!

como fazer um bom currículo

Várias pessoas ainda acham que o ideal é colocar apenas o cargo e as datas de início e saída da empresa, e que isso é suficiente para resumir sua experiência profissional. Mas esse tipo de informação não é mais o bastante. A tarefa de se mostrar um profissional eficiente vai demandar muito mais reflexão do que você imagina.

E, tenha em mente que, quanto mais definido você tiver na sua cabeça o que você quer para sua carreira e quais são as etapas você deseja trilhar no seu plano de carreira, mais fácil será montar o seu currículo. E, logo, maior a probabilidade de conseguir alcançar seus objetivos.

Para mais dicas de como acelerar o processo e conseguir um emprego, veja nosso post com dicas valiosas para conseguir uma vaga hoje mesmo!

Agora, chega de conversa e bora aprender como fazer um bom currículo!

7 dicas poderosas de como fazer um bom currículo

#7 – Apresentação

Trata-se dos seus dados pessoais, que devem ser colocados no início, para facilitar sua identificação de imediato. Os dados necessários são o seu nome completo, telefones, e-mail (com um endereço profissional), endereço do LinkedIn, cidade, estado civil e data de nascimento.

Ao aprender como fazer um bom currículo, saiba que não é necessário colocar números de documentos, a não ser que a empresa solicite. Não coloque dados sobre filhos e nem contatos para referência. Se o empregador desejar, ele irá te solicitar.

Se você está na dúvida em relação a quais categorias inserir no seu currículo, saiba que a maioria das médias e grandes empresas possui páginas de “Trabalhe Conosco” em seus sites. Leia todos os campos e informações que serão solicitadas e as utilize como base.

#6 – Atenção na formatação

Seu currículo deve ser bem escrito, ou seja, revise várias vezes antes de finalizar para não deixar nenhum erro ortográfico ou gramatical passar. Ele deve ter as informações bem organizadas e um design simples. O ideal é que as margens usadas sejam amplas, a fonte do texto limpa e que o negrito e itálico sejam usados de maneira seletiva.

Se você trabalha em uma área mais formal, como direito, contabilidade, economia ou engenharia, o seu currículo também deverá ser mais formal e clássico. Se esse é o seu caso, opte pela fonte Arial, tamanho 12. Sem erro!

Agora, se você é um profissional de ramos menos formais, invista em um currículo que seja um espelho da sua capacidade criativa. Designers, artistas, fotógrafos, publicitários, profissionais da área da comunicação no geral têm essa liberdade. Para aprender como fazer um bom currículo, você deve explorar suas possibilidades.

como fazer um bom currículo

Veja o seu currículo como o seu melhor projeto. Invista nele. Se você acredita não ser capaz de fazê-lo, contrate alguém que tenha essa habilidade.

Se coloque no lugar do entrevistador: você vai querer um currículo claro e objetivo, certo? E, além disso, um currículo que chame atenção positivamente em algum aspecto. Foque nisso.

#5 – Perfil profissional

Essa etapa é opcional, e pode vir logo após o objetivo. Caso você opte por colocá-la, será a mais importante do seu currículo. É o local para escrever, em torno de 5 linhas, um resumo de suas experiências, formação, objetivo profissional e objetivos.

Por exemplo, se você for de uma cidade X e estiver concorrendo a uma vaga em local Y. Ou se você tiver experiências somente em uma área específica e estiver concorrendo a outra área, distinta da primeira.

Defina seus interesses, qual área deseja atuar e faça isso na terça pessoa. Veja um exemplo de como fazer um bom currículo inserindo perfil profissional: Profissional formado em Psicologia, atualmente reside em São Paulo e possui experiência de três anos na área clínica. Procura oportunidade na área de Recursos Humanos no Rio de Janeiro.

#4 – Objetivo, formação e qualificações

Como objetivo, entenda como a área de atuação que você pretende atuar ou já atua. Não coloque aqui o seu cargo pretendido e muito menos sua pretensão salarial. Apenas uma área de atuação, de forma clara e específica. Se você deseja se candidatar a oportunidades de áreas diferentes, é recomendável ter mais de um currículo com objetivos distintos.

No item formação, comece sempre pelo curso mais recente, em ordem cronológica e decrescente. Cite o nome do curso, a instituição, mês/ano do início e mês/ano do término. Se você estiver cursando o ensino superior, torna-se desnecessário escrever sobre o 1° ou 2° graus concluídos.

como fazer um bom currículo

Utilize as mesmas especificações para informar sobre pós-graduação, mestrado ou até outras graduações. E, para colocar em prática como fazer um bom currículo, não deixe de especificar se o curso está concluído ou em andamento.

Sobre as qualificações, tenha em mente que trata-se de um resumo. Destaque, no máximo, quatro principais qualificações adquiridas em experiências de trabalho formais e informais. As suas inúmeras habilidades poderão ser demonstradas ao longo do processo seletivo e, mais ainda, quando você for contratado.

#3 – Experiências profissionais

Como fazer um bom currículo está diretamente ligado às suas experiências profissionais mencionadas. Aqui, você irá colocar a empresa que você trabalhou, qual era o seu cargo, o período que você permaneceu lá (data de início e fim) e quais eram suas atividades.

Tenha em mente que as nomenclaturas de cargo podem variar muito de empresa para empresa, por isso descrever suas atividades é muito importante. Ali, você vai descrever o que fazia em cada experiência, dizendo quais foram suas responsabilidades, projetos realizados, metas atingidas e rotina de trabalho.

como fazer um bom currículo

Em relação a data, não coloque apenas o ano. Os meses são fundamentais, pois um candidato pode colocar que trabalhou em determinado local de 2009 a 2010, por exemplo, e isso pode significar um mês, de dezembro de 2009 a janeiro de 2010, como dois anos, de janeiro de 2009 a dezembro de 2010.

Experiências curriculares e estágios também devem ser colocados, principalmente se não houver experiências profissionais suficientes para descrever ou citar. Mas, fique atento: não cite experiências profissionais que não tenham relação com a vaga pretendida e nem com seu objetivo profissional.

#2 – Informações complementares

Você pode inserir sua formação complementar, e falar sobre cursos menores, de curta duração. Claro, desde que tenham relação com o sua área de atuação e cargo pretendido. Escreva a instituição, carga horária e ano de realização.

Línguas também podem ser descritas neste espaço, ou você pode criar um tópico a parte para Idiomas, indicando qual seu nível de fluência em cada um deles. Determine, por exemplo, entre básico, intermediário ou avançado. Experiências de intercâmbio são extremamente valorizadas e vale citar aqui.

como fazer um bom currículoComo fazer um bom currículo garante também atividades complementares. Você também pode inserir palestras assistidas (apenas as relevantes) e ministradas, workshops e outras atividades realizadas no meio acadêmico e profissional.

#1 – Considerações gerais

Lembre-se que seu currículo deve ser bastante objetivo e conciso, evidenciando suas habilidades, conquistas e experiências. Cite apenas o que realmente é necessário para demonstrar que você tem o perfil que a empresa busca.  

A proposta é desenvolver um material que seja claro e ao mesmo tempo desperte o interesse do entrevistador em conhecê-lo pessoalmente. É interessante que você pesquise sobre a empresa e dê uma ligeira adaptada no seu currículo de acordo com sua visão, missão e valores.

Só insira foto se o recrutador solicitar. Em caso positivo, use o bom-senso e evite imagens de regatas ou óculos escuros.

Se você for entregar o currículo em mãos, capriche no papel e o modo de apresentação.

Segure o impulso de mentir em seu currículo, independentemente do quão seja necessário. Trata-se de uma atitude antiética e que normalmente acaba sendo descoberta pelos departamentos – e, quando descobertas, podem arruinar sua credibilidade. De vez.

Tente fazer tudo isso sem ultrapassar 2 páginas ao fazer seu curriculum. Se for muito longo, saiba que o recrutador não irá ler e quem perde é você.

Não diga características pessoais (e clichês) como ser dinâmico, aprender rápido, ter bom relacionamento interpessoal. Qualquer candidato pode dizer isso e, na maioria das vezes, eles realmente dizem. Seu currículo não é lugar para isso. Guarde para o processo seletivo.

como fazer um bom currículo

Essas foram nossas dicas de como fazer um bom currículo! Curtiu? Achou que deixamos passar alguma coisa? Conta pra gente nos comentários!

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of