Acabe AGORA com a timidez: 9 dicas fantásticas para ser um homem mais autoconfiante

1
1619

O assunto do megapost de hoje é muito mais importante do que a gente imagina. Milhares de homens sofrem com a timidez e, na maioria das vezes, fazem isso em silêncio, por não saberem como conseguir ajuda ou por se sentirem envergonhados e tímidos demais para isso.

O que é completamente compreensível e natural, claro.

timidez

Por isso o conteúdo sobre isso é tão importante. Dessa forma, podemos ajudar os homens que têm esse problema, sem colocá-los em nenhuma situação embaraçosa ou desconfortável.

Você pode acessar esse post quantas vezes quiser e precisar, e nos colocamos a disposição para sanar qualquer tipo de dúvida (mande um e-mail para gente no [email protected]).

É importante lidar com a timidez o quanto antes, pois, na maioria dos casos, ela nunca está sozinha. Vem acompanhada da insegurança, da baixa autoestima. E todas essas características geram uma frustração imensa, que, sendo frequentes, pode vir a se tornar depressão ou algum outro tipo de transtorno mais grave.

Por isso, o ideal é aprender lidar primeiramente com a timidez, para que, aos poucos, seja possível lidar com as outras inseguranças.

Já avisamos logo: o caminho não é fácil. Você vai precisar sair da sua zona de conforto, dar a cara à tapa. Mas, saiba que esse desenvolvimento só depende de você. E você é totalmente capaz.

Vamos começar?

O que é a timidez?

A timidez, também conhecida como acanhamento, pode ser definida como o desconforto e a inibição sentidas em situações de interação pessoal. Esse desconforto interfere na realização de objetivos pessoais e profissionais.

Uma das características da timidez é a preocupação obsessiva com as próprias atitudes, reações e pensamentos, assim como as atitudes, reações e pensamentos dos outros.

Ela aflora (normalmente, mas não exclusivamente) em situações de confronto com uma autoridade, interação com pessoas, contato com estranhos, falar diante de grupos e até mesmo em ambientes familiares.

timidez

Em grau moderado, todos nós somos, em algum momento de nossas vidas, afetados pela timidez. Ela funciona como uma espécie de regulador social, inibindo algumas atitudes impensadas e expansivas demais para a nossa sociedade. É como se fosse um mecanismo que impede que a gente passe vergonha por pouca coisa. Algo como: “pense melhor nisso aí”.

Porém, quando ela passa a atrapalhar suas atividades básicas, seu desenvolvimento no trabalho ou nos estudos, é hora de começar a se preocupar.

Uma pessoa tímida tem dificuldade na busca de novos empregos, ao iniciar novas amizades e namoros, em situações de intimidade, quando precisa pedir informações a estranhos, quando tem necessidade de reclamar seus direitos ou falar com autoridades, enfim, a timidez surge nas mais variadas e diferentes situações da vida social.  

A timidez pode variar do “ficar sem jeito” em uma situação social específica, por uma timidez crônica (que aparece em todas ou quase todas as áreas da vida do tímido), até chegar à fobia social (a mais grave de todas).  

Os homens tímidos têm uma dificuldade extrema em conversar com mulheres. Mesmo para aqueles que já estão em um relacionamento, a comunicação com a parceira é muito importante, e a timidez pode ser um empecilho e tanto.

Tipos de timidez

A timidez pode ser de três tipos diferentes:

Timidez situacional: a inibição se manifesta em ocasiões específicas, e portanto o prejuízo é localizado. Por exemplo: uma pessoa interage bem com autoridades e pessoas do sexo oposto, mas sente vergonha de falar em público;

Timidez crônica: a inibição se manifesta em todas as formas de convívio social. A pessoa não consegue fazer amigos e falar com estranhos, intimida-se diante de autoridades, tem medo de falar em público… enfim. Se manifesta em todos os âmbitos do convívio social.

Fobia social: nesse caso, a timidez é tão extrema e drástica que já é caracterizada como fobia social. Na fobia social a pessoa se sente ansiosa em “situações sociais”, quando poderia se sentir observada pelos outros. A pessoa fica insegura, temendo pelo seu desempenho e preocupada com o que poderão pensar dela naquele estado. O grau de ansiedade pode ser muito intenso, podendo chegar a uma crise aguda de ansiedade.

A timidez é genética?

A revista Mundo Estranho publicou um estudo que mostra que, segundo os pesquisadores, a genética é responsável por pelo menos 20% dos casos de timidez.

Um estudo da Universidade de Maryland mostra que o problema pode vir de uma mutação em um gene que transporta serotonina de um neurônio para o outro. Já outra pesquisa, da Universidade de Vanderbilt, mostra que o cérebro dos acanhados tem alterações em duas áreas: a amígdala e o hipocampo.

Segundo um psicólogo de Harvard, a timidez, quando genética, se manifesta já nos primeiros dias de vida e persiste ao longo da vida.

timidez

Já nos outros 80%, a causa é ambiental, como convivência com pais rigorosos e que cobram demais, ou situações estressantes e traumáticas.

Tanto para a timidez de origem genética quanto para a de origem ambiental há tratamento. O mais indicado é a terapia comportamental, que consiste em treinar habilidades sociais específicas, como falar em público, puxar conversa com estranhos ou olhar nos olhos do interlocutor. No caso da fobia social, o médico também costuma prescrever antidepressivos. Tudo tem conserto, basta você querer.

Como vencer a timidez na paquera

Muitos caras deixam de chegar em uma garota pelo simples medo de serem rejeitados. Como se não fazer nada fosse melhor do que sofrer uma rejeição. Pense dessa forma: o não você já tem.

Tentando chegar junto, pelo menos existe a possibilidade de dar certo. Qualquer pessoa que tenta fazer algo na vida recebe uns nãos antes de ser bem sucedido. Se você não fizer nada e sair da sua zona de conforto, não vai ganhar nada. Logo, tem que se arriscar para ser feliz.

timidez

A não ser que a mulher esteja afim de você e alguém te diga isso, você sempre vai abordar uma mulher com a dúvida. Mas, melhor descobrir na prática se vai dar certo ou não do que passar a vida inteira pensando “e se…”, não é verdade?

Para conseguir, não retraia o seu corpo. Uma postura correta e para cima te dará mais confiança para falar com qualquer mulher, além de causar uma impressão melhor nas pessoas ao seu redor.

Se você não sabe como manter uma conversa, a melhor forma é fazer perguntas. Mantenha ela falando. Pergunte sobre suas ocupações, trabalho, faculdade, hobbys, preferências para filmes, músicas, séries, onde nasceu, o que sonha fazer.. e por aí vai. Cada uma dessas perguntas vai te dar chances para fazer mais e mais perguntas e permitir que ela vá se abrindo e se sentindo confortável em falar com você.

Não coloque a mulher em um altar. Fazendo isso, você automaticamente se coloca como inferior a ela. E as coisas não precisam ser assim. Ela é uma mulher bacana, você também é um cara bacana, e se houver interesse mútuo, vai rolar. Se não houver, paciência. Existem outras mulheres bacanas no mundo.

12 dicas garantidas para perder a timidez

Essa é a parte mais aguardada do post, certo? Afinal de contas, como perder a timidez e levar uma vida normal? Como ver as interações sociais como situações corriqueiras do dia a dia?

No começo, pode ser doloroso. Mas persistir é necessário, se você deseja ver uma melhora significativa. O mundo não está esperando suas falhas para te julgar ou olhar torto. Na verdade, na maior parte das vezes, o mundo não está nem aí para o que você está fazendo, e o único que perde é você.

Elaboramos 12 dicas para você começar a aplicar a partir de hoje. Desejamos sucesso e persistência!

#12 – Automotive-se

Sabemos que o mundo é cercado por adversidades e injustiças e a vida não é fácil. Sendo assim, não jogue contra si mesmo. Pelo contrário, seja o seu melhor amigo.

Valorize sua beleza física, seus conhecimentos, suas atitudes, suas conquistas, suas capacidades (por menores que sejam, pois, você não precisa impressionar sempre).

#11 – Descubra novos ambientes e experiências

Como é o seu dia-a-dia? Do trabalho para a casa e da casa pro trabalho? Apenas faculdade e internet? Você frequenta sempre os mesmos lugares? Descobrir novos ambientes e experiências pode ajudá-lo, e muito, a vencer a timidez. É exatamente assim que você irá sair da zona de conforto.

Há várias opções para os mais diferentes gostos. Basta você encontrar o que lhe agrada e encaixa no seu orçamento.

#10 – Busque apoio terapêutico

Procurar um terapeuta é um dos passos mais importantes se a timidez está atrapalhando sua vida pra valer. Juntos, paciente e terapeuta vão, aos poucos, trazendo à tona os traumas ou abusos emocionais sofridos.

timidez

Muitas vezes, as pessoas não se dão conta de que alguns fatos de sua vida podem ser determinantes no surgimento da timidez. O que parece sem importância pode representar o fio da meada que vai levar ao entendimento e, posteriormente, transformar-se em algo maior.

#9 – Não se cobre tanto

Normalmente, os tímidos se cobram demais. Acham que precisam sempre fazer tudo da melhor maneira possível e que não podem falhar. Relaxe. Essa premissa não é válida para ninguém, muito menos para você. Todos nós erramos e isso é absolutamente natural.

Gaguejar, engasgar ou ter um branco quando for falar alguma coisa são reações naturais. Ninguém vai te julgar por conta disso. E se julgar, também, o problema não é seu. Você não fez nada de errado, não ofendeu ninguém, então, vida que segue.

#8 – Você não pode agradar a todo mundo

Naturalmente, há alguns lugares em que você não vai se enturmar muito bem, existem pessoas com as quais não irá conseguir falar por muito tempo e grupos em que terá dificuldade de se entrosar.

Isso acontece com qualquer um. Devemos ter paciência e confiança para entender e aceitar que coisas como essas simplesmente fazem parte do universo humano e cabe a nós, seres inteligentes, lidar com elas de bom humor e paz de espírito.

Nós temos uma quantidade limitada de amigos por um motivo: não dá para ter afinidade com todo mundo. Se aproxime de pessoas que gostem das mesmas coisas que você, as conversas irão fluir mais espontaneamente e a amizade ou algo mais será mais fácil.

#7 – Pegue leve com seus defeitos

Não supervalorize os seus defeitos e evite usá-los como desculpa para sua timidez, não importa que se você é gordo ou muito magro, muito baixo ou muito alto, enfim. Existe uma multidão de pessoas com os mesmos problemas que você.

E na maioria das vezes, nem mesmo trata-se de defeitos, mas sim características que você não gosta e não se sente confortável.

#6 – Seja otimista

Quando você acredita que alguma coisa vai dar certo, passa tentar como mais vontade e isso aumenta a possibilidade do que você vai fazer realmente dar certo. Além disso, o otimismo afasta os pensamentos derrotistas. Comece a pensar que as coisas que você quer fazer vão dar certo e verá como a sua vida vai mudar para melhor.

Quando decidir que vai tentar conversar com aquela pessoa que você está interessado, comece imaginar que tudo vai dar certo, faça o mesmo quando tentar se enturmar em grupo ou quando for desempenhar alguma atividade social que te deixe receoso.

#5 – Aceite elogios

Pessoas tímidas tendem a não acreditar nos elogios que os outros lhe fazem. Quando uma pessoa te faz um elogio, é porque ela acredita no que está dizendo.

timidez

Todas as qualidades são relativas e dependem dos olhos de quem vê. Além disso, um elogio é um presente e rejeitá-lo é uma tremenda falta de educação.

Na medida em que você começa a aceitar os elogios que te fazem, você passa acreditar em suas qualidades e isso é um passo enorme em direção a vencer a timidez.

#4 – Aprenda a lidar com a ansiedade

Você já deve ter sentido falta de ar, coração acelerado e dor de estômago assim que tentou conversar com alguém ou falar em público. Apesar de essa sensação parecer a pior coisa do mundo, ela nada mais é do que uma pequena crise de ansiedade.

Essa ansiedade é gerada exatamente pelo fato de você estar fazendo algo que tem medo. Uma dieta balanceada e exercícios regulares ajudam a controlar esse problema em casos mais leves. Já os casos mais sérios, necessitam da intervenção de um médico ou de psicólogo.

Técnicas ou exercícios de relaxamento ajudam a aliviar as crises imediatas. Fizemos um post com uma playlist que pode te ajudar a relaxar. Se a ansiedade te atrapalha na hora do sexo, confira esse post.

#3 – Melhore a sua autoimagem

Em grande parte, a sua timidez se deve ao fato de você não gostar muito de si mesmo. Você pode se achar feio, esquisito, burro ou qualquer outra coisa que desagrade as pessoas. Enquanto você se enxergar assim, dificilmente vai deixar de ser tímido.

A solução é mudar a imagem que você tem de si mesmo. Mude sua forma de vestir, o corte de cabelo, corrija algum “defeito” físico que te incomode, leia mais livros, aprenda a escrever melhor. Seja a melhor versão de si mesmo.

#2 – Pratique uma atividade física

A atividade física é o melhor combustível para aliviar o estresse cotidiano, ou seja, a pessoa que pratica essa atividade é mais alegre, serena e disposta, fazendo com que sua motivação seja percebida pelas outras pessoas, gerando simpatia.

A atividade também alivia a ansiedade, tornando as situações de interação social mais leves e menos assustadoras.

#1 – Seja bem humorado

Acredite, é o humor que faz a gente ser melhor. Todo mundo quer estar perto de uma pessoa alto astral, bem humorada, engraçada. Ver a vida de uma forma mais positiva vai mudar completamente sua postura e a maneira como as pessoas enxergam você.

Se você curtiu o conteúdo, deixe seu comentário no campo abaixo e, claro, não deixe de compartilhá-lo nas redes sociais 😉

timidez

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
0 Comment authors
Como namorar sendo feio: 8 dicas imperdíveis de conquista Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
trackback

[…] são para você. O primeiro são 5 passos para você se tornar um homem mais confiante no amor. Já o segundo é sobre timidez, como acabar com ela e se tornar um homem mais autoconfiante. Pode apostar que o sucesso é […]